terça-feira, 26 de outubro de 2010

Eu perco o chão, eu não encontro as palavras, eu ando tão triste. Eu perco sempre a hora, e chego no fim. Eu deixo a porta aberta pois eu não moro mais em mim. Eu perco a chave de casa , eu, eu... Em milhares de cacos espalhados pelo chão, eu encontro-me mesmo no meio deles...
Pergunto-me agora: ''Onde estás tu? Onde estás tu, tu que me farás esquecer todo aquele passado e fazer-me começar de novo?''

Estejas onde estiveres, quando apareceres, nunca mais te deixarei partir.


Obrigada novas seguidoras

1 comentário:

Patricia disse...

Ola :)
olha aconteceu uma cena qualquer na minha conta do blogue que não percebi muito bem S: e queria te pedir para o seguires de novo $:
eu já segui o teu outra vez :)

beijinhos **