segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Dei por mim a pensar no impacto que certas palavras e expressões têm sobre nós. Creio que por vezes o impacto não é provocado pela palavra ou pela expressão utilizada, mas sim pela pessoa que a utiliza. Pessoalmente acho que nem sempre tudo o que nos é dito é realmente verdadeiro, e eu aprendi a ver isso. Por muito que neguemos, é sempre muito reconfortante ouvir as pessoas que mais amamos dizerem-nos apenas «amo-te» ou «prometo que nunca te deixarei». Quando essas palavras ou expressões são ditas por quem amamos sabemos que não são consideradas puras banalidades, sabemos que é sentido e verdadeiro e de certa forma sentimo-nos melhor com nós próprios e com tudo o que nos rodeia. Existem certos tipos de coisas que nos dizem, que conseguem fazer com que nos iludamos e no fim acabamos por sofrer, pois na realidade não são verdadeiras. Na minha opinião, quem nos diz certas coisas com o intuito de o utilizar como uma espécie de metáfora e, no fim, desperta qualquer tipo de sentimento sem ter intenção do retribuir de qualquer maneira é muito cobarde, pois se desde sempre esse “alguém” soube que não tinha intenção de sentir algo, simplesmente não deveria contribuir para que a outra pessoa sentisse. Sim, é verdade que errar é humano e toda a gente tem direito a errar, mas esta é a minha opinião, e se alguma vez cometer este erro não terei medo algum em admitir que fui uma autêntica cobarde e que errei. Custa-me um pouco ver o impacto que certas coisas que me dizem têm sobre mim. Já me senti a pessoa mais feliz do mundo e também a mais infeliz por me terem dito «amo-te», já me senti de rastos e simplesmente indiferente por me terem dito «acabou», já chorei de alegria e de tristeza por me terem dito «és tu e só tu quem eu quero» … Isto tudo só para dar mais uma prova que o mundo que nos rodeia está repleto de complexidades. A meu ver certas palavras e expressões geram sentimentos e emoções.

3 comentários:

mariana disse...

Não podia concordar mais contigo :c
AMO-TE, AMO-TE, AMO-TE (L)

Joo disse...

Como já disse e volto a dizer, viver na ilusão não tem mal nenhum! E não são palavras ou expressões que vão determinar o que sentimos, são os actos, actos esses que dependem de quem os faz. E como também já tinha referido não ando diferente á toa.

juca ♥ disse...

concordo tanto contigo querida. força :$